Páginas

Postagens populares

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Olá

Pensaram que abandonei meu Blog?
Claro que nao. Infelizmente minha mãe se encontra muito doente e no hospital e nao tenho tinho muitas possibilidades em poder postar aqui minhas matérias.
Mas não esperem pela demora...Ora pois....eheheheh ...
A todos um Xi- coração bem apertado
Mena

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

PORQUE HÁ NORMAS !! ORA POIS...

No restaurante, o cliente faz o seu pedido:
- Olhe, queria um bife bem passado, mas tão passado que já esteja meio esturricado e até seja difícil de o comer! As batatas, queria-as meio cruas. Salada temperada só com sal, mas com sal em exagero. E para beber, um copito de vinho, mas do pior que se possa arranjar.
- O senhor vai ter que me desculpar, mas... Eu não lhe posso trazer isso...
- Ora essa! Então porquê?
- Ora, porque há normas! Porque há padrões de qualidade! Eu não lhe posso trazer uma refeição dessas!
- Sinceramente, não estou a ver qual é o problema... Ainda ontem vim cá, pedi-lhe um bife com batatas, e você trouxe-me precisamente isto que eu lhe pedi agora!

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

VEGAS?VEGETARIANOS?OVO-LACTO?

Cada vez mais temos contacto com pessoas que adotaram esta forma de viver... ser vegetariano. Mas o que e isso mesmo?

Vegetarianos dividem-se em quatro categorias.
Há desde quem corte apenas a carne até aqueles que controlam a presença animal do prato ao guarda-roupa.
Riscar alimentos de origem animal do cardápio é a medida tomada pelos seguidores do vegetarianismo. Os motivos para não incluir carnes, ovos, leites e derivados nas refeições são os mais variados, indo de consciência ecológica à pretensão de uma dieta mais saudável. Com um menu baseado em legumes, frutas, verduras, grãos, sementes e cereais, os vegetarianos se dividem em grupos: vegetarianos estritos, ovolactovegetariano, ovo vegetarianos e veganos.
Os primeiros são pessoas que não consomem nenhum alimento obtido através dos animais. Ou seja, nada de carnes, embutidos, manteiga, leite, mel, gelatina, ovo, leite e derivados nas refeições.

Os prós e contras que rondam o estilo alimentar dos vegetarianos ainda são bastante discutidos, principalmente, quando o foco é voltado aos vegetarianos estritos. Os pontos que merecem atenção estão relacionados aos nutrientes fornecidos pelos alimentos que eles restringem . Em falta, cálcio, ferro, zinco e vitamina B12 (principais nutrientes contidos nos alimentos de origem animal) podem levar ao desenvolvimento de anemia e osteoporose em idade avançada, por exemplo. As doses diárias ideais de cálcio correspondem a 2,5 gramas. Já o ferro, precisa somar, ao menos, 45 miligramas no cardápio diário. Enquanto 40 miligramas de zinco e 2,4 microgramas de vitamina B12, por dia, são suficientes. As polêmicas questões sobre os nutrientes obtidos pelas carnes dizem respeito à melhor absorção pelo organismo. A proteína e o ferro encontrados nas carnes, em especial as vermelhas, apresentam uma biodisponibilidade maior, se comparados com outras fontes, como feijão, soja, lentilha e folhas verde-escuras.

Existem contudo alguns meios de melhorar a absorção do ferro vegetal. Na mesma refeição, ingerir um alimento rico em vitamina C ajuda , fala sobre o nutriente facilmente encontrado nas frutas cítricas. Além disso, a indústria alimentícia faz a fortificação de alimentos comuns da dieta vegetariana, com minerais e vitaminas. O leite de soja, por exemplo, é fortificado com vitamina B12. Um copo de 200 ml da bebida fornece 0,36 microgramas da vitamina.Mas não podemos esquecer que os perigos da não-ingestão de certos nutrientes não fazem parte apenas da rotina dos adeptos do vegetarianismo. Independente da restrição alimentar, qualquer pessoa pode enfrentar problemas com um cardápio desbalanceado, apresentando deficiências de nutrientes . Por exemplo, o cálcio. Esse nutriente apresenta dificuldade em atingir a recomendação de taxas ideais pela falta de consumo da população, seja a pessoa vegetariana, ou não . A dica para não causar prejuízos à saúde por causa da alimentação, é conhecer todas as tendências alimentares e ficar atento à recomendação médica de cada nutriente.
Já os ovo-lacto vegetarianos só restringem as carnes, sem cortar ovos, leites e derivados do prato. Aqueles que comem ovos, mas não consomem carne, leite e derivados são chamados de ovo vegetarianos.
Os veganos, por sua vez, seguem o comportamento vegan. Isso significa que, além de excluírem alimentos de origem animal do cardápio, eles não consomem nenhum tipo de produto que conte com a participação de animais na produção, como roupas e produtos de higiene.
BlogBlogs.Com.Br

segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

O ALIMENTO MAIS PERIGOSO DE TODOS


Certa vez, durante uma palestra sobre nutrição, em Chicago, um orador dizia à plateia presente:
"A alimentação que colocamos nos nossos estômagos era o suficiente para ter morto a maioria dos aqui presentes há vários anos. A carne vermelha é terrível. Refrigerantes provocam a erosão das paredes externas do estômago. Comida chinesa contém MSG. Vegetais podem ser desastrosos e todos sabem o mal que causam os germes contidos na água que bebemos.
Mas há um alimento que é, de longe, o mais perigoso de todos e a maioria de vocês já o comeu ou irá comê-lo, em algum momento da sua vida. Alguém poderia me dizer que alimento perigosíssimo é este, que causa o maior dos sofrimentos, mesmo decorridos anos após o termos ingerido?"
"Um senhor de 50 anos levanta-se e diz: "O Bolo de casamento".

O QUE HÁ DE ERRADO COM AS DIETAS?

Todo o mundo gostaria que existisse uma fórmula mágica, infalivel para uma dieta e muitos foram os que tentaram de tudo para inventar uma. Entao apareceram as dietas radicais, restritivas, promessas de alimentos que "queimam gordura". Por exemplo, que o vinagre ou suco de limao derrete a gordura, mas acreditem, nenhum alimento promove esse milagre, exercícios queimam gordura e nao alimentos. Dietas de restriçao de açucar, excluindo portanto todos os carboidratos. Muitas outras permitem o consumo elevado de proteina e gordura, esquecendo-se que os carboidratos estimulam a produçao de serotonina, sei que parece um palavrao mas é um neurotransmissor importante pois ele regula o humor e do apetite, por isso nao admira que quem faz esta dieta se sinta triste, deprimida ou ate irritada. Sem falar que o consumo elevado de alimentos de origem animal aumenta o risco de cardiopatias. Outras exigem proporçoes predeterminadas sem exceçoes por que motivo seja, falo de humor, grau de fome ou outra circunstancia. Isto sem falar nos mil e um produtos para emagrecer que enchem as prateleiras das nossas farmácias.
Mas entao?
Que ha de errado com as "dietas"?
Ora bem, em primeiro lugar, me desculpem mas pessalmente gosto cada vez menos dessa palavra "dieta". Prefiro, no caso de pessoas saudáveis usar a palavra reeducaçao alimentar ou no caso de alguma necessaria restriçao alimentar devido a patologia usar a expressao, adequaçao alimentar.
Mas entao, estava falando que a alimentaçao deve conter quantidades suficientes de proteinas, carboidratos, gorduras, vitaminas, e sais minerais, para uma boa saude. Que reduza riscos de doenças relacionadas a alimentaçao.
Assim antes que voce "adopte", uma qualquer "dieta", voce nao pode parar de comer nem restringir completamente qualquer grupo alimentar.Para se ter uma alimentação equilibrada, existe um modo simples e prático de escolher o que se come. Essa forma é seguindo as orientações da pirâmide alimentar, que organiza de uma forma graficamente simples a quantidade no qual os grupos de alimentos devem ser ingeridos diariamente.

DOCE E ALEGRIA NA MESA

video

Nem sempre a nutriçao é uma chatice.... aqui vai um presentinho para voces

sábado, 3 de janeiro de 2009

MERENDA ESCOLAR

Em 5 de novembro, a Câmara dos Deputados aprovou a proposta de extensão do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) aos alunos do ensino médio e àqueles matriculados no programa de alfabetização de adultos da rede pública de ensino, totalizando cerca de 12 milhões de novos beneficiados. O projeto, antes restrito aos alunos do ensino fundamental, prevê o fornecimento de alimentação saudável e adequada de acordo com cada cultura e etnia, inclusão da educação alimentar e nutricional no processo de ensino e participação da população no controle de qualidade dos alimentos.
Para garantir a qualidade da alimentação escolar, favorecendo a recuperação de hábitos alimentares saudáveis. O cardápio fornecido pelo Pnae será elaborado por nutricionistas, que deverão priorizar os alimentos naturais e os semi-elaborados, com o objetivo de evitar e prevenir doenças como obesidade, diabetes e hipertensão.

As crianças, jovens e adultos matriculados nessas instituições deverão ter suas necessidades nutricionais atendidas durante a permanência em sala de aula, o que contribui para o desenvolvimento, aprendizagem e rendimento escolar, além de promover a formação de hábitos alimentares saudáveis.


O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) tratará de fiscalizar a aplicação dos recursos nas ações previstas no Pnae em conjunto com o Tribunal de Contas da União (TCU) e o sistema de controle interno do governo federal.O projeto de lei foi elaborado pelo FNDE em parceria com o Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea).


Fonte:Nutritotal

E PRONTO.....

Não se esqueça….

  • O Natal são apenas dois dias: 24 e 25 de Dezembro e o Ano Novo só dia 31 de Dezembro e 1 de Janeiro.

  • Não confeccione demasiados pratos para que não tenha sobras para os restantes dias ;

  • Coma apenas uma pequena quantidade de cada um dos pratos confeccionados;

  • Modere o consumo de frutos secos/gordos. Apesar de terem uma gordura saudável, são bastante calóricos;

  • Modere o consumo de bebidas alcoólicas. O álcool também fornece calorias;

  • Pratique actividade física. Segundo especificaçao de seu médico!

Roda dos Alimentos

Ora pois ....sou portuguesa e alguns dos meus amigos que me visitam por aqui sao exatamente da terrinha linda do outro lado do mar, Portugal.

Por curiosidade de meus amigos brasileiros e para informaçao dos portugueses , aqui vai uma notícia sobre um dos instrumentos nutricionais usados por lá. Notar que aqui no brasil se utiliza esse mesmo instrumento mas com uma apresentaçao grafica completamente diferente, a pirámide de alimentos, num outro momento falarei sobre ela.


Mas vamos lá entao?
A Roda dos Alimentos é um instrumento de educação alimentar destinado à população em geral. Esta representação gráfica foi concebida para orientar as escolhas e combinações alimentares que devem fazer parte de um dia alimentar saudável.
Utilizada desde 1977, como parte da Campanha de Educação Alimentar “Saber comer é saber viver”, a Roda dos Alimentos sofreu ruma reestruturação, motivada pela evolução dos conhecimentos científicos e pelas alterações nos hábitos alimentares portugueses.
Mantendo o formato circular original, associado ao prato vulgarmente utilizado às refeições, a nova versão subdivide alguns dos anteriores grupos e estabelece porções diárias equivalentes, para além de incluir a água no centro desta nova representação gráfica.



A nova Roda dos Alimentos é composta por sete grupos, com funções e características nutricionais específicas:
Cereais e derivados, tubérculos – 28%
Hortícolas – 23%
Fruta – 20%
Lacticínios – 18%
Carne, pescado e ovos – 5%
Leguminosas – 4%
Gorduras e óleos – 2%

Dentro de cada divisão estão reunidos alimentos nutricionalmente semelhantes entre si, para que possam ser regularmente substituídos, assegurando a variedade nutricional e alimentar.
No site da Direcção-Geral da Saúde estão disponíveis mais informações sobre a roda dos alimentos e outras informações sobre alimentação, tais como: as recomendações nutricionais e alimentares para a população portuguesa, princípios para uma alimentação saudável, como diminuir o consumo de gordura, açúcar e sal, e como aumentar o consumo de hortaliças, legumes e frutos

sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

DE QUEM É O AÇAÍ ?????

Disputas nos mercados internacionais e apropriação do nome.
A potencialidade do açaí, para os mercados no exterior é grande e já existem várias marcas para a comercialização do produto.
Geralmente, estas marcas são conjuntos de palavras que, entre outras palavras, contem o nome da planta, como por exemplo "Amazon Açaí" ou "Açaí Power". Porem, desde março de 2001, o próprio nome da planta "Açaí" se tornou marca registrada na União Européia. Nos Estados Unidos, a marca "Acaí" (neste sistema, a letra "ç" não é valida) foi registrada em março 2001 e abandonada em março 2002.

A marca está disponível.
Quem será o próximo dono desta palavra ?

Açaí - potencial energético da Amazônia

Açaí (Euterpe precatoria)
Um ditado bastante popular no norte diz que “quem foi ao Pará parou, tomou açaí, ficou”. Em língua tupi, açaí quer dizer fruta ácida.
O açaí é fruto de uma palmeira que ocorre em várias regiões da Amazônia, que chega a alcançar 30 metros de altura, faz parte da paisagem amazônica e dos hábitos nortistas. Frutifica praticamente o ano inteiro e dela tudo se aproveita. Os troncos dão palmitos, as palhas servem para cobertura de casas e dos frutinhos, do tamanho de cerejas, se extrai um caldo arroxeado, que chegou a despertar a curiosidade de botânicos e especialistas que andaram pela região.vem sendo alavancada devido ao seu delicioso sabor e altíssimo potencial energético cientificamente comprovado. Estas características já conhecidas pela população local, também vêm ganhando espaço nos grandes centros nacionais, causando um aumento significativo na procura pelo produto.

Comparando a composição química de polpa do açaí com leite bovino cru, o Açaí contêm:
Valor energético 04 vezes maior;
Lipídios 03 vezes mais;
Carboidratos 07 vezes mais;
Ferro 118 vezes mais;
Vitamina B1 09 vezes mais;
Vitamina C 08 vezes mais;
Teor de proteína e cálcio equivalente;
Possuindo ainda a metade de fósforo;
E ainda, combate o colesterol e os radicais livres.

As utilidades tradicionais da planta vão desde do tradicional "vinho do açaí", até cremes, sucos, sorvetes, picolés, licores, mingau (com farinha de tapioca, peixes, banana etc). O caroço pode ser usado para produzir artesanato e adubo orgânico de excelente qualidade. O cacho serve para fazer vassoura e adubo orgânico, e quando queimado produz uma fumaça que é utilizada como repelente de insetos como o carapanã e maruim. O palmito é bastante empregado no preparo de saladas, recheios e cremes e serve também como alimento para os animais. As raízes combatem a hemorragia e verminoses.